Notícias

Atirador mata ao menos 2 e fere 4 alunos dentro de escola particular em Goiânia

Dois estudantes foram mortos e outros quatro ficaram feridos em um atentado a tiros na escola particular Colégio Goyases, unidade particular em Goiânia (GO), no final da manhã desta sexta-feira (20). Informações iniciais apontam que jovem estaria sofrendo bullying na escola por não usar desodorante.

 

tenente-coronel Marcelo Granja, assessor de comunicação da PM, confirmou que o autor dos disparos, um adolescente de 14 anos, é filho de um Policial Militar. A arma usada, segundo Granja, é da Polícia Militar. O tenente-coronel disse que ainda não se sabe como o estudante teve acesso a arma. Ele a levou ao colégio dentro de uma mochila e realizou os disparos dentro da sala de aula.

 

As duas vítimas fatais foram identificadas como João Vitor Gomes e João Pedro Calembo. Ambos morreram dentro da sala de aula. "Informações preliminares dão conta que ele estaria sofrendo bullying, se revoltou contra isso, pegou a arma em casa e efetuou os disparos", confirmou o coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz. O estudante já foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais.

 

Os adolescentes feridos, três meninas e um menino, foram levados ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e Hospital dos Acidentados de Goiânia. De acordo com uma funcionária da instituição, que não quis se identificar, todas as vítimas tinham 13 anos e eram do 8º ano. Um helicóptero do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) e viaturas da Polícia Militar (PM) também foram acionados.


Categorias

Violência




Classificados


Enquete



Mais Lidas