Notícias

Família vítima de desabamento notou rachadura e não chamou Codesal, diz Neto

O prefeito ACM Neto declarou nesta terça-feira (13) que a família que foi vítima do desabamento do prédio de três andares em Pituaçu havia visto as rachaduras e que chegou a pensar em acionar a Defesa Civil de Salvador (Codesal), mas resolveu não fazê-lo. A Prefeitura derrubou construções irregulares no Alto de São João em 2015.

 

"Se essa família tivesse chamado a Defesa Civil quando percebeu que estava iniciando o processo de rachadura no prédio, com certeza a Codesal teria chegado lá, vistoriado o imóvel, condenado a situação e determinado a evacuação imediata de parte das famílias", disse Neto segundo informações do Bahai Notícias.

 

O prefeito reiterou que não há necessidade da população permanecer em situação de risco. "A gestão tem total disposição de promover acolhimento imediato e garantir abrigamento, para que a família passe a receber aluguel social, auxilio que nos pagamos a milhares de famílias para não viver em áreas de risco", disse. Segundo ele, infelizmente as pessoas estão ocupando áreas da cidade e construindo sem alvarás e licença do poder público.

 

"De repente, as pessoas se deparam com situação de risco e persistem. O único caminho é que essa tragédia possa servir de atenção para que as outras famílias que moram em imóveis que não forem construídos com alvarás e técnicas de engenharia procurem a prefeitura", afirmou.


Categorias

Salvador




Classificados


Enquete



Mais Lidas