Notícias

CNJ volta a julgar processo contra Moro por divulgar conversa entre Lula e Dilma

O juiz federal Sérgio Moro pode ser punido no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em um processo movido pelo PT, PSB e PCdoB. O conselho julga nesta terça-feira (17) o pedido feito pelas legendas para que o magistrado seja punido por divulgar sem autorização a conversa entre o ex-presidente Lula e a então presidente Dilma Rousseff (PT).

 

A interceptação telefônica ocorreu durante movimentação em que Dilma pretendia nomear Lula como ministro do seu governo. Segundo a coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, Moro pode ser exonerado do cargo, ser advertido, sofrer censura, remoção compulsória ou aposentadoria compulsória.

 

Aliados de Dilma Rousseff e Lula no Congresso Nacional, entre eles a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores e senadora Gleisi Hoffmann, denunciaram Moro ao Conselho Nacional de Justiça, acusando-o de vazamento. O juiz tornou os grampos públicos pouco antes na véspera da cerimônia que empossaria Lula como chefe da Casa Civil do governo Dilma. A representação feita no Conselho Nacional de Justiça pelos deputados do PT 


Categorias

Justiça




Classificados


Enquete



Mais Lidas