Notícias

Senadores falam em impeachment para Gilmar Mendes após ‘série de libertações de presos’

Com uma lista de motivos, o senador Randolfe Rodrigues (Rede) pediu em plenário o impeachment do ministro Gilmar Mendes, na sessão plenária do Supremo Tribunal Federal desta última terça-feira (12). O senador justifica que o ministro cometeu abuso de poder por diversas vezes segundo informações da Agência Senado.

 

Além disso, o senador Laiser Martins (PSD-RS) destacou a “série inconcebível de libertações de presos” feitas por Gillmar Mendes e pediu mais esclarecimentos sobre o encaminhamento das denúncias. Laiser também criticou o cargo de relator exercido por Gilmar, porque, de acordo com o senador, ele deveria se considerar impedido.

 

A crítica se refere ao julgamento da suspensão do voto impresso nas eleições desse ano, sendo que o ministro já foi presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). "Essa questão de ordem se justifica porque há um clamor com relação às decisões do ministro Gilmar Mendes. Nós sabemos que há uma série de pedidos de impeachment na Mesa do Senado, mas não sabemos qual é o conteúdo e quais os despachos que vêm sendo recebidos".

 

"E queremos saber se a decisão cabe ao presidente do Senado ou à Mesa do Senado, com possibilidade de recurso", afirmou o parlamentar. Além de Laiser e Randolfe, o senador João Capiberibe (PSB) também manifestou apoio à questão de ordem em razão do “questionamento que se faz na sociedade brasileira sobre esse comportamento” dos ministros do STF.


Categorias

Justiça




Classificados


Enquete



Mais Lidas