Notícias

De olho no voto feminino, Ciro Gomes promete recriar Secretaria das Mulheres

O rascunho do programa de governo apresentado pelo candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, na última sexta-feira (10), traz três páginas de propostas para as mulheres, entre elas a recriação da Secretaria das Mulheres e a "eliminação do uso de material de ensino e educação estereotipados" segundo informações do Folhapress.

 

O enfoque faz parte de um esforço da campanha de Ciro de melhorar sua imagem entre as mulheres, que constituem a maior parte (52%) do eleitorado brasileiro. Ele e Jair Bolsonaro (PSL) são os dois candidatos com pior performance, nas pesquisas de intenções de votos, entre as mulheres, na comparação com os homens.

 

Ciro ainda tenta desconstruir a imagem de machista atribuída a ele desde que, na campanha ao Planalto em 2002, ele respondeu, em entrevista, que um dos papéis na campanha eleitoral de sua então mulher, a atriz Patrícia Pillar, era dormir com ele. Em junho, o presidente Michel Temer transferiu a Secretaria das Mulheres -que foi um ministério no governo Dilma Rousseff e estava vinculada à Secretaria de Governo-, para o Ministério dos Direitos Humanos.

 

A campanha de Ciro não confirma se a secretaria teria novamente status de ministério num eventual governo do PDT, já que a estrutura de governo ainda está sendo desenhada, mas diz que a ideia é dar mais força a ela. O plano também traz a diretriz de eliminar o uso de material de ensino e educação que "reforce o papel da mulher como menos apta ao mundo da produção ou mais apta à esfera doméstica".

 

Entre as propostas, está ainda o aumento do número de vagas disponíveis em creches. O rascunho do programa não menciona a palavra "aborto", e apenas diz que Ciro terá como meta a "garantia de condições legais e de recursos para a interrupção da gravidez quando ocorrer de forma legal, combatendo a criminalização das mulheres atendidas nos pontos de atendimento na saúde".

 

Em entrevista à Folha de S.Paulo na última semana, a candidata a vice de Ciro, a senadora Kátia Abreu, disse que "todas as mulheres e homens do Brasil são contra o aborto". No dia seguinte, Ciro disse que os dois tinham posições diferentes sobre o tema. por Isabel Fleck e Gustavo Uribe | Folhapress


Categorias

Eleições 2018




Classificados


Enquete



Mais Lidas