Notícias

Perfil do eleitor de Haddad muda desde anúncio oficial de candidatura, aponta Datafolha

O perfil do seu eleitor do novo candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad, mudou desde o fim de agosto, de acordo com um levantamento do Datafolha. No referido mês, Haddad era apenas o vice na chapa do ex-presidente Lula, preso por corrupção e lavagem de dinheiro. O ex-prefeito petista foi o candidato que mais cresceu nas pesquisas, de 4% para 13%.

 

A pesquisa Datafolha, realizada entre os dias 20 e 21 de agosto, indicava Fernando Haddad com 4% das intenções de voto no cenário sem Lula, seu melhor desempenho era entre eleitores com ensino superior (9%), renda mensal de mais de dez salários mínimos (9%) e mais jovens, com idades entre 25 e 34 anos (5%).

 

No levantamento feito na última segunda-feira (10), essas ainda eram as faixas em que ele ia melhor. No levantamento divulgado nesta última sexta-feira (14), realizado após a oficialização da candidatura de Haddad, na última terça (11), o postulante petista ao Planalto já aparece com seu melhor desempenho entre eleitores que têm apenas o ensino fundamental, com renda mensal de até dois salários mínimos e com idades entre 45 e 59 anos.

 

Nessas faixas, Haddad, cresceu até 13 pontos percentuais. Entre os eleitores com a renda mais baixa, por exemplo, ele subiu de 3% para 16%, e entre os menos escolarizados, de 2% para 14%.


Categorias

Eleições 2018




Classificados


Enquete



Mais Lidas